Seja pelas estradas em uma roadtrip ou pela cômoda rede ferroviária, é possível apreciar e se inspirar pela típica paisagem toscana das belas cidades de Florença, Pisa e San Gimignano. Siena possui uma notável unidade estilística em um conjunto artístico reconhecido no mundo todo, sendo o berço de grandes obras renascentistas. O centro histórico de Siena foi considerado patrimônio mundial da UNESCO em 1995. O primor artístico de seus pintores apresentou seu máximo esplendor no final do século XIII e primeira metade do século XVI, período conhecido como a Escola de Siena.

 

Piazza del Campo

Caminhando pelas ruas medievais de Siena é possível chegar a famosa Piazza Del Campo, o principal espaço público da cidade. Disposta em um interessante formato de concha, esta praça de características medievais está cercada pelo Palazzo Publico (construído em 1294) e a Torre del Mangia, a qual recebe diariamente turistas do mundo todo e oferece uma incrível vista da cidade. Curiosamente, a torre foi construída para ser exatamente a mesma altura da Catedral de Siena, simbolizando que a igreja e estado deveriam ter poderes iguais.

Duomo de Siena

A Catedral de Siena - Duomo de Sinena – possui um estilo gótico e remonta os primórdios da igreja católica romana. Atualmente a Catedral é dedicada a Assunção de Maria (Cattedrale Metropolitana de Santa Maria Assunta). Tanto o exterior quanto o interior, preservam elementos preciosos da arte e arquitetura italiana. Em sua construção foram usadas diversas cores de mármore, sincronizando o rosa, verde, preto, branco e o bege, em uma mistura hipnotizante em contraste com as obras de grandes artistas renascentistas como Donatello e Michelangelo, capaz de fazer suspirar o mais atencioso observador. Assim como em toda a cidade de Siena, é possível notar motivos ligados à Loba amamentando Rômulo e Remo, em uma referência à fundação de Roma. Muitas foram as mãos talentosas que trabalharam na Catedral, mas certamente Nicola Pisano e se seu filho Giovani foram responsáveis pelo mais importante legado.

TAGS:

DEIXE UM COMENTÁRIO